Material de Estudo para o Concurso da Caixa

Para mudar sua vida você precisa dar o primeiro passo.

  • Blog Stats

    • 3,550 hits

Dicas de Alimentação para quem está se preparando para o Concurso

Posted by aprovadoemconcursopublico em 02/03/2010

Na época de preparo faça ao menos três refeições ao dia, com calma e com variedade. Evite repetir as proteínas de um dia para o outro. A lista é enorme, use-a. Proteínas vegetais, ovos, peixes (vários), porco (bem passado), frango (caipira), boi (de capim – pecuária livre), carneiro, pato, coelho, rã, etc. Só de peixes já se pode ter uma variedade suficiente para não repetir uma espécie no mês.

Cafeína é muito importante para concentração nos estudos e para memória, mas não abuse para não irritar os tecidos nervosos. Tome uma xícara de manhã e outra pequena após o almoço. Se estiver precisando de ferro não tome o café após o almoço.

Antes de dormir tome um chá de camomila ou erva-cidreira, durma cedo e de preferência não ligue a TV à noite. Leia parte dos seus estudos antes de dormir. Estudos comprovam que a mente guarda aquilo que lemos ou pensamos antes de dormir.

Substitua balas e chicletes por hortelã e canela. É fácil de carregar na bolsa, ajudam na digestão e deixam o hálito agradável. Chupar pequenos pedaços de canela em pau alivia cólicas mentruais.

No dia da prova, se for de manhã, coma uma fruta fresca da estação; tome uma xícara de café ou chá verde (que contém ainda mais cafeína) e um carboídrato da sua preferência (pães, torradas). A fruta vai hidratar os órgãos internos provocando prazer e consequente relaxamento, o café vai deixá-lo atento para ler bem as questões, o carboídrato vai garantir energia até o fim da prova.

Guarde um docinho para depois da prova, como recompensa. Evite comer durante a prova, desconcentra e torna o comer uma atividade automatíca. Esteja inteiro em cada ação. Se está fazendo a prova, faça-a. Se vai comer, coma. cada coisa na sua hora.

Fonte: PtitChef

Posted in Terça na Feira | Leave a Comment »

Morador de rua passa em concurso público

Posted by aprovadoemconcursopublico em 01/03/2010

Você já deve ter lido esta reportagem…. Mas em plena segunda-feira, ela serve para espantarmos o desânimo e acreditarmos ainda mais que só depende de nós mesmos !!!!
Até que enfim, o primeiro emprego! Trabalho e sa-lá-rio. Já dá para procurar uma casa. E o que mais, Bira?

“Depois que pagar algumas coisas que estou devendo, pretendo comprar uma casinha, fazer uma faculdade”, adianta o escriturário Ubirajara Gomes

Quantos planos… Para ele, tudo é possível. Ubirajara mudou de vida. E como! Aos 27 anos, ele seria um fenômeno?

“Eu me sinto um cidadão”, diz Bira. Cidadão. Mas só agora? Por quê? “Quando você está desempregado e não tem casa para morar, não é que você não seja gente, mas você não é tratado como gente. A própria sociedade nos exclui. Agora eles vão ter que me engolir”, responde.

Pois é. Quem podia imaginar um morador de rua aprovado em um concurso nacional disputadíssimo? Bira passou no concurso do Banco do Brasil, entre 240 mil candidatos em todo o país. No dia da posse, ele foi destaque na nova turma de Pernambuco. Quem te viu, quem te vê.

“Para mim, eu nasci agora, com 27 anos de idade. Minha vida é de agora em diante”, diz Bira.

“Tem gente que estuda anos a fio. Tem gente com diploma. O Ubirajara fez uma façanha. Ele foi o primeiro. Vamos ver se não ocorrem outras histórias de superação, de força de vontade”, diz a coordenadora pedagógica para cursos Marcela Alves.

“A prova tinha 150 questões. Eu acertei 116″, conta Bira. Resultado: ele foi classificado e está trabalhando em uma agência no Recife mesmo. Quem diria?

“Eu sempre tive fé. Sempre esperei que alguma coisa acontecesse, mas não tudo o que está acontecendo”, diz Bira.

Foram 12 anos morando na rua. Mas ele ia para a biblioteca pública todos os dias. Ficava das 9h até as 17h30m.

“Eu ia estudar e ficava tomando cafezinho e água para passar a fome”, lembra Bira, que calcula ter ficado cerca de 30 dias sem fazer uma refeição direito. “Passei muita fome. Eu tentava não pensar. Tomava muita água para não desidratar e café. Eu não gostava de pedir porque as pessoas não entendiam, pensavam que eu pedia porque não queria trabalhar. Mas eu não tinha trabalho”.

Bira acredita que a perseverança favoreceu a guinada que deu na vida. “Eu era muito teimoso. Disse que seria funcionário público. Não pensava que passaria tão rápido em um concurso público de banco. Foi meu primeiro concurso”.

Ele lavava roupa na praça e dormia lá também. “Eu gostava porque era um lugar calmo e seguro. O banco era a minha cama e o meu armário. Eu deixava minhas roupas e meus livros embaixo dele”, aponta Bira, que hoje já pode alugar um quarto. Assim, vai juntando dinheiro do salário.

“Eu via a situação dele. Ele era muito magro. Às vezes, quando nos encontrávamos, eu sempre chamava ele para almoçar. Dava comida e um dinheirinho. Sempre que me via, ele ficava feliz porque sabia que comeria alguma coisa”, lembra Carlos Eduardo Monteiro, amigo de Bira.

Quando passou no concurso do banco, ficou um tempo na casa do amigo Carlos Eduardo. Ele também fez concurso para o banco, mas não entrou.

“Estou feliz porque ele vai caminhar com as próprias pernas agora. Não vai mais precisar da ajuda de ninguém, não vai mais passar fome. Os sonhos dele agora vão ser planos, não vão ser mais só sonhos”, diz Carlos Eduardo.

“Ele traz uma grande responsabilidade consigo. A vida que ele levou e esse conhecimento que ele traz na bagagem vão incentivar todo o funcionalismo”, comenta o gerente-geral do Banco do Brasil de Pernambuco, Ubirajara Cavalero.

Ele é uma companhia agradável. A equipe do Globo Repórter seguiu os passos de Bira experimentando a vida nova.

“Andar de ônibus era luxo e diversão. Você se desliga um pouquinho do tempo, das coisas, dos problemas. A paisagem é o mais divertido. De ônibus, você viaja nos dois sentidos. Minha mudança de vida foi uma viagem tão rápida que eu ainda estou meio zonzo. Muitas vezes eu evitei andar muito porque não me alimentava direito. Então, tentava poupar energia”, conta Bira. Em compensação, gastava todo tempo que podia lendo onde estivesse.

“Ele me chamava a atenção porque, apesar de ser um aluno de escola pública e não ter um lar, era uma pessoa que se dedicava ao estudo. Ele foi à luta sozinho e conseguiu vencer fazendo concurso do Banco do Brasil”, conta o taxista Laelson Coelho.

“A lembrança que eu tenho dele é de um menino bom, que não bebia, não fumava. Eu tinha tanta pena dele. Só se via ele olhando aqueles livros. Não sei o que ele lia tanto ali”, diz a comerciante Maria José da Silva.

“As pessoas criticavam, diziam para eu ir trabalhar, porque eu só sabia estudar e assim ia endoidar”, conta Bira.

A equipe do Globo Repórter foi com Bira até a escola onde ele estudava para uma visita afetiva. Uma visita importante: foi a primeira vez que ele voltou à escola depois de ter passado no concurso do Banco do Brasil.

“É muita emoção”, ressaltou. Põe emoção nisso. Bira estudou sete anos na escola. Ele ia toda noite. Não falava que morava na rua, nem que já tinha completado o ensino médio. Bira abriu o coração: “Estou com saudade da bagunça dos amigos, das professoras”.

Ele voltou a estudar não só por convicção, foi também por necessidade. Ele disse que a escola garantia a única merenda do dia com que podia contar. Mas não deixou de fazer amigos. Por onde ele passa, risos, abraços, elogios.

“Ele sempre demonstrou ser um aluno muito educado e inteligente. Espero que ele continue com esse equilíbrio, essa tranqüilidade. Acho que ele vai longe!”, diz a professora de história Séfora Freitas.

“O exemplo do Ubirajara não é só para os alunos, é para todo profissional. Em outra escola, citei o exemplo dele para alunos que tinham condição totalmente diferente da dele. Eu disse que eles têm tudo e ainda reclamam”, conta a professora Elizama Rosa dos Santos.

“Estudem porque os concursos públicos estão cada vez mais concorridos. Eu fazia 20 questões de português, 20 de física, 10 de matemática. Eu misturava tudinho, fazia uma salada de frutas”, conta Bira.

Lições de Bira: “Eu sempre gostei de ler, desde criança. Eu queria uma coisa melhor. E se eu queria uma coisa melhor, tinha que estudar. Você tem que brincar. Sempre fui sonhador. Então, acreditava nos meus sonhos. Não achava que seria longe demais para mim. Ainda não cheguei onde queria. Quero fazer uma faculdade, ter uma família, montar meu negócio. Quero um diploma de administração, ciências contábeis ou economia. Qualquer coisa nessa área está bom para mim. Gostaria de transmitir que nada está perdido. Lute pelo que você acredita que um dia você chega lá. Demora, mas chega”.

E chegou a hora para Bira: aprovado, aclamado, primeiro emprego.

“O crachá não pesa. Ao contrário, tenho muito orgulho de usá-lo”, comemora Bira.

 

Posted in Segunda: Casos Reais | Leave a Comment »

Solução – Passageiros

Posted by aprovadoemconcursopublico em 27/02/2010

O PROBLEMA SE RESOLVE DA SEGUINTE MANEIRA:

São 7 pessoas, sendo que uma nunca pode ir num banco da frente.

Vamos chamar essa pessoa de João, por exemplo.

Então primeiro vamos calcular o número de maneiras de lotar o automóvel SEM o João, usando apenas as outras seis pessoas:

Como temos 6 pessoas e 5 lugares no carro então calculamos o arranjo de 6 elementos, tomados 5 a 5:

A6,5= 720

Agora vamos calcular o número de maneiras de lotar o automóvel COM o João.

Sabemos que o João não pode estar nos bancos da frente, portanto ele deve estar em um dos três bancos de trás.

Então fixamos o João em um dos lugares traseiros (então sobram 4 lugares no carro), e depois calculamos o número de maneiras de colocar as outras 6 pessoas nesses 4 lugares, ou seja, um arranjo de 6 elementos, tomados 4 a 4:

A6,4= 360

O João pode estar em qualquer um dos três bancos de trás, portanto devemos multiplicar esse resultado por 3:  3 x A6,4= 3 x 360 = 1080

O número total de maneiras de lotar o automóvel é a soma dos dois arranjos (COM João e SEM João).

Portanto número total é 720+1080 = 1800 maneiras!!!

Posted in Desafios de Quinta | Leave a Comment »

As quase irresistíveis tentações de um concursando

Posted by aprovadoemconcursopublico em 26/02/2010

A luxúria é talvez o maior pecado. Veja nela o lazer exagerado, as viagens,  passeios baladas e tudo o mais que é delicioso, um luxo, e que nos tira tempo para estudar e treinar. Pois bem,  equilibrar estudo e lazer, administrar bem o tempo e saber estabelecer as prioridades é essencial para chegar ao reino dos céus, digo, da nomeação.  William Douglas

Quem está decidido a prestar um concurso deve estabelecer um equilibrio entre o lazer e os estudos. Sair um pouco, estar com a família, dar boas risadas, ver um bom filme, são recursos para deixar em dia nossa saúde mental em dia!

O ideal é se programar, monte um cronograma com seus estudos e com o que mais gosta de fazer. Converse com os seus familiares a respeito de seu objetivo, mães sempre tendem a nos tirar do foco com os almoços de Domingo !!

Mas cuidado!!! O erro é esquecer de nossas prioridades e ceder às tentações da nossa mente. O que é mais fácil: ver tv ou ler sobre o Sistema Financeiro Nacional?
Não se preocupe a resposta é comum à todos !!!

Procure pensar da seguinte maneira: se você estudar hoje, amanhã você verá tv tranquilamente (até as 23:00, pois no dia seguinte irá trabalhar na Caixa!!!)

:-)

Material para o Concurso da Caixa Econômica Federal – 2010

Posted in Sexta de Pecados | Leave a Comment »

Defina um horário do seu dia para se dedicar aos estudos

Posted by aprovadoemconcursopublico em 26/02/2010

Não existe um horário melhor ou pior, isso vai variar de pessoa para pessoa, e quem vai descobrir qual o melhor horário é você mesmo.

O ideal é fazer isso todos os dias, não deixar tudo para estudar um dia antes da prova, pois assim não irá aprender nada.

O tempo ideal para cada dia também dependerá de você, tudo vai depender da sua dedicação, uma dica é em uma hora de estudo, fazer um intervalo de dez minutos.

Posted in Dicas para o Concurso | Leave a Comment »

Passageiros

Posted by aprovadoemconcursopublico em 25/02/2010


UM AUTOMÓVEL COMPORTA DOIS PASSAGEIROS NO BANCO DA FRENTE E TRÊS NO BANCO DE TRÁS.
CALCULE O NÚMERO DE ALTERNATIVAS DISTINTAS PARA LOTAR O AUTOMÓVEL UTILIZANDO 7 PESSOAS, DE MODO QUE UMA DESSAS PESSOAS NUNCA OCUPE UM LUGAR NOS BANCOS DA FRENTE.
Quer saber a resposta? Só no Sábado !!!

Posted in Desafios de Quinta | Leave a Comment »

Dest aumenta o quadro de servidores do banco

Posted by aprovadoemconcursopublico em 25/02/2010

Concurso Caixa Economica Federal 2010 – Técnico Bancário

Dest aumenta o quadro de servidores do banco

O Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest) publicou no Diário Oficial da União de hoje, dia 24, que o quadro de pessoal da Caixa Econômica Federal (CEF) foi alterado para 87.024 funcionários. De acordo com o documento, assinado pelo diretor Murilo Francisco Barella, também fazem parte deste número os servidores efetivos (que ingressaram no órgão por meio de concursos), os trabalhadores comissionados, os profissionais cedidos a outras instituições, assim como os requisitados de outras companhias, e os colaboradores afastados por causa doença, acidente de trabalho e demais motivos.

Antes de o Governo Federal permitir que a banco faça novas contratações, o limite de funcionários da Caixa era de 84.224. Agora, foram liberadas mais 2.800 oportunidades. No momento, a CEF tem 81.437 servidores, portanto, será possível pedir autorização para outras 5.587. Mas o número fixado pela Dest não significa que todas as ofertas deverão ser preenchidas mediante novas seleções. Alguns processos seletivos realizados pelo órgão ainda estão em validade e, desta maneira, as futuras vagas serão ocupadas por estes concursos e pelos que vierem a surgir.

Próxima seleção – Recentemente, a Solução Cursos e Concursos divulgou que o banco lançará dois processos seletivos que formarão cadastro reserva (CR). O primeiro concurso disponibilizará chances para técnico bancário nos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo. A assessoria de imprensa da Caixa revelou que o Cespe/UnB foi escolhido como organizador de ambas as seleções, mas que não há uma data definida para a publicação dos editais. A expectativa é de que este primeiro processo seletivo seja lançado muito em breve.

Posted in Informações sobre o Concurso | Leave a Comment »

Sistema de Pagamentos Brasileiro

Posted by aprovadoemconcursopublico em 25/02/2010

O QUE É O SISTEMA DE PAGAMENTOS BRASILEIRO?

É um conjunto de procedimentos, regras, instrumentos e sistemas operacionais integrados, utilizados para transferir recursos do pagador para o recebedor. Os clientes das instituições financeiras utilizam o sistema de pagamentos sempre que efetuam movimentações através de cheques, enviam DOC, utilizam cartão de débito etc.

Além do Sistema de Compensação, há ainda outros mecanismos que possibilitam a liquidação das operações realizadas pelas Instituições Bancárias no Mercado Financeiro, como as operações
em moeda estrangeira e aquelas realizadas no âmbito da Bolsa de Mercadoria e Futuros – BM & F.

Em nenhum destes sistemas, entretanto, há mecanismos de controle e/ou mitigação dos riscos de insolvência de qualquer um dos seus participantes. No caso das instituições financeiras, existem ainda outros sistemas que permitem a liquidação das operações realizadas entre elas. Entretanto em nenhum desses sistemas existe mecanismos de gerenciamento de riscos capaz de absorver a insolvência de qualquer um dos seus participantes.

O Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) está reestruturado.

O novo SPB implementa mais agilidade e segurança às transações bancárias. Por isso, é importante estar atento a uma série de detalhes.
Possibilidade de transferência imediata de dinheiro: um cliente de um banco em Parintins (AM) pode transferir, no mesmo dia, dinheiro de sua conta corrente para a conta de outra pessoa em outro banco, em Santana do Livramento (RS), por exemplo.

Posted in Conhecimentos Bancários | Leave a Comment »

As três regras de ouro para aprovação !!!

Posted by aprovadoemconcursopublico em 25/02/2010

HUMILDADE – Nunca sabemos tudo. Sempre teremos o que aprender. Sempre devemos ensinar. O conhecimento é democrático.

PACIÊNCIA – Tudo tem o seu tempo. A cada não aprovação significa que estamos mais perto da aprovação.

PERSEVERANÇA – O nosso futuro é moldado conforme cada ação que promovemos no nosso presente.

Posted in Dicas para o Concurso | Leave a Comment »

"Mantras" de Concurso Publico !!!

Posted by aprovadoemconcursopublico em 25/02/2010

“Concurso público: a dor é temporária; o cargo é para sempre.”

William Douglas

Posted in Dicas para o Concurso | Leave a Comment »

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.